sábado, 4 de setembro de 2010

Milo: seu mais novo amigo mora dentro da TV

Novo título para o Xbox 360 vai usar o Kinect de maneira sábia e revolucionar o modo de interação entre humanos e video games.

Por Fabio Roberto Machado Jordão em 31/8/2010
Fonte: Baixaki

  Um dos maiores desafios que os programadores têm é a elaboração de meios eficientes para simular uma inteligência artificial semelhante à do ser humano. Os jogos mais recentes até impressionam com suas diversas respostas prontas para uma série de situações que possam ocorrer, contudo nada parece ser tão bem elaborado a ponto de enganar os jogadores.

 Esta situação talvez tenha uma mudança drástica em poucos meses, pois o novo acessório do Xbox 360 será lançado em novembro. Claro que todo mundo já sabe sobre este projeto e a novidade de hoje não vai focar exatamente no funcionamento do Kinect, mas sim em um jogo que deverá mostrar o potencial do produto e alavancar as vendas e o desejo dos consumidores que estão pensando na aquisição do Kinect.


Apresentamos o Milo

 Talvez você não lembre bem, ou quem sabe nem ficou sabendo, mas anteriormente o Kinect era conhecido como “Projeto Natal”. Ainda nessa época havia alguns boatos sobre uma demonstração do Milo, mas desde então nada foi dito ou exibido. Agora a Lionhead (pertencente à Microsoft Games) exibiu uma demonstração detalhada do que o jogo deve trazer para a atual geração de consoles.

 Milo vai ser um jogo muito bem detalhado e programado que permitirá aos jogadores interagirem com um personagem virtual inteligente. Aproveitando-se de muitos recursos do Kinect, o game terá diversas funções pré-estabelecidas para que o jogador ensine ao Xbox 360 o que deve fazer.



 Como assim? Vamos explicar. O Kinect é constituído por uma tecnologia avançada que capta imagens, movimentos, voz e reconhece faces. Tomando isso como base, o Milo conseguirá reconhecer o jogador, escutar os comandos, efetuar movimentos indicados pelo utilizador e aprender aos poucos como ser um amigo ideal para o usuário em questão.

 Claro que o jogo não tem sua fundamentação apenas no Kinect, sendo que a real genialidade está em uma inteligência artificial realmente avançada. É possível considerar o novo acessório do Xbox 360 como uma mera ferramenta que será necessária para que o “amigo virtual Milo” mantenha contato com quem está do outro lado da tela. Enfim, antes de falarmos mais sobre esta incrível novidade, confira o vídeo de demonstração do jogo:


Um pouco mais sobre o jogo...

 Como é possível acompanhar no vídeo, o Milo é um programa robusto capaz de aprender com seres humanos. Seja através de movimentos ou dos comandos de voz, o Xbox 360 conseguirá interpretar o comando e fazer com que o amigo virtual execute a tarefa desejada. Outra curiosidade que intriga é a questão das emoções expressadas pelo Milo, pois é raro encontrar um jogo que consiga simular com perfeição tais detalhes.

 Uma característica interessante do Milo está além da nossa imaginação, pois segundo o que foi divulgado, o programa por trás de “amigo virtual” será capaz de interpretar interações diversas ao redor do mundo (em cada Xbox que seja instalado) e uni-las em um computador nas nuvens, que deve melhorar significativamente a qualidade do programa.


 Tanto os novos movimentos como os comandos de voz que são novidade para o Milo serão enviados para a base de dados online, onde o conteúdo será processado e tornará o jogo muito mais avançado aos poucos. Não foi divulgado se estas opções serão opcionais, mas acredita-se que somente os interessados participarão do programa de melhoria do Milo.

Seria uma solução inteligente?

 Quem lê as notícias a respeito do Milo vêm levantando uma série de questões quanto aos benefícios e aspectos negativos deste jogo. Alguns estudiosos propõem que o novo jogo será perfeito para crianças solitárias que precisam fazer um amiguinho e não sabem como.

 Outras pessoas defendem que tal tecnologia é surpreendente, mas que não deve servir como uma alternativa para as amizades reais. Considerando que as redes sociais têm tornado muitos utilizadores em pessoas reclusas, talvez o Milo não seja uma solução eficiente, mas isto só o tempo vai dizer. Qual sua opinião sobre o assunto?

Um comentário:

  1. Seu post já foi publicado!
    Atenciosamente.
    Antoani/Equipe Link Premiado
    http://www.linkpremiado.com.br

    ResponderExcluir

Regras para um blog melhor:

1) Não poste comentários ofensivos e nem que contenham palavrões ou qualquer tipo de conotação sexual;
2) Não será tolerado qualquer tipo de preconceito;
3) Não floode;
4) Não anuncie seu site aqui. Nós temos uma área de parceiros dedicada a você. Contate-nos pelo formulário de contato;
5) Seja educado e use o bom senso.